BLOG

Acompanhe as novidades da Genyx Solar

240921blogINDICADORES-TATI

Como implantar indicadores em empresas integradoras

Uma das frases mais frequentes que eu utilizo é “Medir é controlar e controlar é medir.”
Você já se perguntou se tem o controle da sua empresa? Para afirmar que sim, é necessário ter métricas, caso você não tenha, afirmar que tem controle, pode ser uma utopia.

Mas fique tranquilo (a)! Nós estamos aqui para te auxiliar nesta tarefa! Ao longo deste
artigo, você irá observar que o difícil não é implantar indicadores, mas sim alimentá-los com constância, por isso, é necessário que sua equipe entenda bem os propósitos
de ter esses indicadores, tudo bem? Vamos lá!

ENTENDA O QUE PODE SER ENTENDIDO COMO UMA MÉTRICA/INDICADOR
Se eu te perguntar como está sua vida financeira, para me responder, você irá avaliar
o seu saldo bancário, correto? Porque ele é um tipo de indicador das suas finanças.

Agora, imagine que eu te pergunte:

a) Como estão suas vendas?
b) Quanto tempo leva, em média, para sua equipe efetivar uma venda?
c) Qual foi o seu lucro líquido no último mês?
d) Quantos atendimentos você teve na última quinzena? Desses atendimentos,
quantos foram convertidos em vendas?

Você teria uma resposta clara e totalmente concisa com o que ocorreu na sua
empresa nesses períodos? É através de indicadores que você consegue ter esse tipo
de informação, e, com essas informações é que é possível você controlar o rumo da
sua empresa.

Não só controlar, mas também melhorar. Suponhamos que você atendeu 10
potenciais clientes, e, desses 10 atendimentos, nenhum foi convertido em venda. Se
você não tem esse indicador, quando vai descobrir que algo precisa ser melhorado?
O que não é medido, não pode ser melhorado.

Mensurar as variáveis dos processos da sua empresa, independente do setor, é
fundamental. Quando você consegue implantar a cultura de indicadores, consegue
avaliar o desempenho dos processos, e, com isso, fica cada vez mais claro, o que
precisa ser melhorado, o que tem dado certo e pode ser maximizado. Além disso,
você ganha maior velocidade e qualidade na tomada de decisões (porque você tem
várias informações confiáveis disponíveis) e, isso auxilia nos seus resultados.

Figura 1 – Etapas de Implantação


Etapa 1: O que sua empresa precisa medir para atingir o sucesso dela? O precisa ser
mensurado? Vamos primeiro pensar em um exemplo bem prático:


Figura 2 – Exemplo de Mensuração


Imagine uma pizzaria cujo o foco é delivery. Para ela ter sucesso, é fundamental
saber, por exemplo:

– Se os clientes gostam das pizzas;
– Se a entrega atende as expectativas de prazo do cliente;
– Quais tipos de promoções os clientes gostam;
– Qual o valor que os clientes gastam nas suas compras;

Agora que você entendeu a temática, vamos pensar no nosso setor?
Para uma empresa integradora ter sucesso, o que é fundamental ser mensurado?
Vejamos alguns exemplos:
– Os clientes gostam do atendimento?
– A empresa atende os prazos prometidos?
– Quais são os perfis dos clientes?
– Qual o valor que eles gastam?
– Quantos atendimentos mensais? Semanais? Quinzenais?
– Quanto tempo é necessário para fechar uma venda?
– Qual é o lucro líquido? Faturamento? Custo fixo? Custo variável?


Etapa 2: Lembra que no exemplo da pizzaria, eu indiquei que o foco dela é o delivery?
Então, os exemplos dados, estavam alinhados com o objetivo dela. É nesta etapa que
você vai precisar fazer o mesmo. Qual é o foco da sua empresa integradora? É
atender um perfil de cliente específico? É atender o público de mini e/ou
microgeração? Identifique se o que você listou na etapa anterior está de acordo com
os seus objetivos.


Etapa 3: Agora que você tem tudo alinhado, é necessário estabelecer quais serão os
indicadores que vão te ajudar a enxergar e acompanhar os resultados. Por exemplo,
se você quer saber quantas vendas foram efetivadas, a partir de um número de
atendimentos, você pode usar como indicador, a Taxa de Conversão.


Figura 3 – Exemplo de Indicador



Etapa 4: Ao longo dessas etapas, é natural que você consiga enxergar diversas
opções e oportunidades de indicadores que podem ser utilizados. É importante te
avisar, que, para que eles funcionem, é necessário nomear alguém para ficar
responsáveis por eles. Pode ser uma pessoa de cada setor/atividade
(comercial/engenharia/financeiro/etc), ou ainda uma única pessoa para atualizar
(gestor).


Etapa 5: Você já alinhou o que precisar ser mensurado com os seus objetivos. Já
estabeleceu quais indicadores vão ser utilizados para acompanhar seus resultados.
Definiu os responsáveis por eles. Essa etapa, é contínua. Seria a de estabelecer
comunicação efetiva entre todos. É importante que os responsáveis conversem sobre
os resultados obtidos periodicamente.


Etapa 6: É importante você coletar os dados obtidos e tirar suas conclusões junto a
equipe também. Essa tarefa não precisa ser só no final do mês. É importante que você
monitore ao longo dos dias, como sua empresa está indo. Neste contexto, você
consegue enxergar o que precisa melhorar.


CONCLUSÃO
Estabelecer indicadores é se importar com o sucesso de sua empresa. Para gerenciar
sua empresa de maneira eficiente, é fundamental que se tenha métricas e construir
indicadores bem definidos. Só assim é possível avaliar o desempenho e propor
melhorias.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments